Bom dia!!! Orgulho de ser Brasileiro

D.O.M., de Alex Atala, é eleito o 2º melhor restaurante da América Latina

O restaurante D.O.M, do chef Alex Atala,  foi eleito o 2º melhor restaurante da América Latina pela William Reed Business Media  (Foto: Rodrigo Schmidt / Editora Globo)O restaurante D.O.M, do chef Alex Atala, foi eleito o 2º melhor restaurante da América Latina pela William Reed Business Media (Foto: Rodrigo Schmidt / Editora Globo)
Após ser apontado o sexto melhor do planeta, o restaurante D.O.M., do chef Alex Atala, foi escolhido o segundo melhor na América Latina, ficando atrás apenas do peruano Astrid y Gastón, localizado na cidade de Lima.A lista com os 50 melhores latino-americanos é fruto do trabalho de 252 especialistas gastronômicos da região, com organização da revista britânicaRestaurant.
Os paulistanos têm motivos para comemorar, dos nove brasileiros escolhidos, seis ficam na capital. Entre eles – exceção feita ao D.O.M. -, Maní, Mocotó e Fasano foram os mais bem colocados, ocupando a 5ª, 16ª e a 23ª posições, respectivamente.
Outro destaque vai para Helena Rizzo, que comanda a cozinha do Maní. Ela foi apontada como a melhor chef mulher, recebendo o prêmio Veuve Clicquot Best Female Chef América Latina.
Abaixo a lista completa divulgada após cerimônia realizada no Peru*:
1º – Astrid y Gastón (Perú)
2º – D.O.M. (Brasil)
3º – Pujol (México)
4º – Central (Perú)
5º – Maní (Brasil)
6º – Biko (México)
7º – Malabar (Perú)
8º – Boragó (Chile)
9º – Tegui (Argentina)
10º – Roberta Sudbrack (Brasil)
11º – Maido (Perú)
12º – Pangea (México)
13º – Rafael (Perú)
14º – Fiesta (Perú)
15º – La Mar (Perú)
16º – Mocotó (Brasil)
17º – La Cabrera (Argentina)
18º – Tomo 1 (Argentina)
19º – Criterión (Colômbia)
20º – Parador La Huella (Uruguay)
21º – Quintonil (México)
22º – Harry Sasson (Colômbia)
23º – Fasano (Brasil)
24º – Andrés Carne de Res (Colômbia)
25º – Alto (Venezuela)
26º – Mero Toro (México)
27º – Oviedo (Argentina)
28º – Chila (Argentina)
29º – Sucre (Argentina)
30º – Corazón de Tierra (México)
31º – Aramburu (Argentina)
32º – Attimo (Brasil)
33º – Pura Tierra (Argentina)
34º – Casa Oaxaca Hotel (México)
35º – Olympe (Brasil)
36º – Sud 777 (México)
37º – Francis Mallmann 1884 (Argentina)
38º – Remanso du Bosque (Brasil)
39º – El Baqueano (Argentina)
40º – Unik (Argentina)
41º – Epice (Brasil)
42º – La Bourgogne (Uruguay)
43º – Pitiona (México)
44º – Pasaje Arévalo (Argentina)
45º – Casa Umare (Argentina)
46º – Laja (México)
47º – El Cielo (Colômbia)
48º – Osaka (Chile)
49º – Hernán Gipponi (Argentina)
50º – Elena (Argentina)

*Os restaurantes paulistanos seguem em negrito

Você pode gostar de

Sem comentários

Deixe uma resposta

dois + 10 =