Scandal novo perfume do Jean Paul Gaultier

Olá Bloguetes! ​​Scandal novo perfume do Jean Paul Gaultier. Esta semana fui conferir o novo lançamento do notório Jean Paul Gaultier, o Scandal um perfume que veio para escandalizar e mudar os rumos da linha de perfumes que ele sempre apresentava. Primeiro a começar pelo frasco, todos eles eram bustos e este são pernas, tudo isso para contar uma historia da criação do perfume, como protagonista Madame Ministra, uma mulher que de dia é muito séria, concentrada em seu trabalho e a noite uma mulher sensual, uma coruja noturna.

Antes de falar da fragrância, vou mostrar para vocês o local lindo onde aconteceu o evento e contou a historia da Madame Ministra, Palácio dos Cedros no Ipiranga SP, duas casas que mais parecem palácios onde cada um contou uma versão da protagonista, de dia uma vida séria de mulher de negócios e a noite sua vida obscura, cheia de mistérios e baladas.

Um dos palácios, e nesse foi um verdadeiro Scandal!

 

Uma das salas, a sala verde se pode se chamar assim, com muitos detalhes e uma linda cristaleira com os mais novos perfumes.

A linda cristaleira com os perfumes Scandals

Ao som de violinos imaginamos a vida da Madame Ministra


A casa ao lado escondia os mistérios e fomos lá para conferir!

O livro com a história e o momento que foi escândalo de sua vida

Passamos a outra casa e vimos onde ela foi encontrada e sua noite de farra

O show de cabaré para fechar a noite e porque o perfume tão sexy

A fragrância com notas de mel gourmet, como o Jean Paul gosta estão em todas as notas, De dia um cheiro quase infantil e a noite um cheiro sensual no ar quando se mistura ao patchuli.

O coração desta fragrância é sobre a vida. Durante o dia, é um mel gourmet refrescante que cheira como gardênia e laranja sanguínea, quase infantil. À noite, é um mel sensual e sedutor misturado com patchuli. A perfumista, Daphne Bugey (junto com Fabrice Pellegrin e Christophe Raynaud), tinha um pensamento em mente: criar uma fragrância que pudesse representar inteiramente. Para os três, a resposta foi Scandal.​

Jean Paul Gaultier

Ele colocou saias nos homens: escândalo!
Ele deu à Madonna seios cônicos-supersônicos: escândalo!
Ele levou homens e mulheres das ruas para as passarelas. Escândalo.
Ele rejeitou as fronteiras de gênero antes de todo mundo: escândalo.
Ele chamou a coleção primavera/verão de 1988 de “O porteiro está na escada”: escândalo.
Em suma, ele sempre achou o “politicamente correto” tedioso.
Jean Paul Gaultier foi o primeiro que soube como criar um… Escândalo. Somente ele poderia criar… Escândalo!

Achei demais essa definição, ele realmente é um escândalo e o perfume o representa bem, incrivelmente adorável!

O coração desta fragrância é sobre a vida. Durante o dia, é um mel gourmet refrescante que cheira como gardênia e laranja sanguínea, quase infantil. À noite, é um mel sensual e sedutor misturado com patchuli. A perfumista, Daphne Bugey (junto com Fabrice Pellegrin e Christophe Raynaud), tinha um pensamento em mente: criar uma fragrância que pudesse representar inteiramente. Para os três, a resposta foi Scandal.​

​​

Esse foi o look que escolhi para essa noite de glamour

Um pouco para vocês de como foi a apresentação.​

O perfume já está a venda nas lojas da Sephora e os preços são:

Scandal

R$ 289 (30ml)

R$ 389 (50ml)

R$ 489 (80ml)

Bjus de luz

Gabi

Você pode gostar de

Sem comentários

Deixe uma resposta